Estive assistindo... #8

9.11.15

1. Mr. Angel
Lançamento: 2015. Nacionalidade: EUA, Canadá, Alemanha, México. Não recomendado para menores de 18 anos.
Filme estilo documentário, gravado ao longo de 6 anos. Conta uma parte da história de vida de Buck Angel, um homem trans dos EUA que trabalha na indústria de entretenimento adulto..
Não lembro exatamente como encontrei o Buck, mas provavelmente foi nas minhas pesquisas sobre transsexualidade, quando eu estava interessada em entender o tema.
Além de ator (para quem ficou curioso, ele faz mais vídeos para o público gay masculino), Buck tem sido um importante ativista do meio LGBT, dando muitas palestras mundo afora falando sobre sua história de vida, que é muito emocionante.
Em seus anos de vida como mulher, Buck foi uma modelo bem sucedida, mas ao mesmo tempo enfrentava seu vício em drogas pesadas. No documentário, ele conta como foi o processo de aceitação e transformação de seu corpo, bem como o processo de perdão e reaproximação de sua família.
Como o filme é documentário, não dá para falar muito sobre, senão já vou contando spoiler e estrago a experiência de quem quiser ver haha.
Eu assisti através do Netflix.

2. Precious
Lançamento: 2010. Nacionalidade: EUA. Não recomendado para menores de 16 anos.
Claireece "Precious" Jones é uma garota de 16 anos, afrodescendente, obesa, pobre e moradora do subúrbio, disléxica e com sérias dificuldades de aprendizado e integração na escola.
Abusada sexualmente e fisicamente tanto pelo pai, quanto pela mãe.
Depois de dar à luz o segundo filho, frutos dos abusos do próprio "pai", ela acabou sendo expulsa da escola.
Precious busca fuga de sua realidade através da imaginação e está sempre sonhando acordada.
Um filme super triste e emocionante, mas que pelo menos tem um final feliz. Assisti através do Netflix.

3. Le Petit Prince
Lançamento: 2015. Nacionalidade: França. Recomendado para todos os públicos.
Uma garotinha acaba de se mudar com a mãe, uma mulher muito ocupada que faz tudo o que pode para educar bem sua única filha, que cria sozinha. No entanto, pelo excesso de cuidado e preocupação com o futuro da menina, passa a ser controladora e até obsessiva, definindo antecipadamente todos os passos da filha para que ela seja aprovada em uma escola conceituada, faça faculdade e tenha uma carreira profissional de sucesso. 

Um acidente provocado pelo vizinho faz com que a hélice de um avião abra um enorme buraco na casa das duas. Curiosa em saber como o objeto parou ali, a menina decide investigar. Logo conhece e se torna amiga de seu novo vizinho, um senhor que lhe conta a história de um pequeno príncipe que vive em um asteróide com sua rosa e, um dia, encontrou um aviador perdido no deserto em plena Terra. A menina leva a história a sério e começa a procurar pelo Pequeno Príncipe pela cidade. A realidade se mistura com a fantasia, de modo de o espectador já não distingue um do outro.

Um filme maravilhoso, comovente. Essa releitura da história traz à tona muitos aspectos subjetivos da história original. Apesar de ser um clássico infantil, acredito que esse filme em especial seja voltado para adultos, falando de temos atuais e super relevantes como levamos a vida moderna, como as crianças são educadas hoje em dia, como abrimos mão do que é importante para nós quando nos tornamos adultos. Recomendo fortemente esse filme.

4. Sense8
Não recomendado para menores de 16 anos.
Esse não é filme, mas eu precisava citar. Sense8 é uma série de ficção científica e drama e também a série mais inclusiva que já vi na vida: tem gay, lésbica, travesti, negro, latino, asiática, policial, bandido, pancadaria, suruba, tem de tudo.
Aborda o problema da AIDS no Continente Africano, das dificuldades das pessoas transsexuais na sociedade e no meio feminista, de como é difícil para uma pessoa homossexual sair do armário, da dualidade entre ser um policial que protege a comunidade e que se importa com a falta de perspectiva de pessoas que vivem à margem das oportunidades, dentre muitos temas atuais.

Estou sofrendo, esperando a 2ª temporada ser confirmada.
Depois de assistir a primeira temporada, estou curiosa para acompanhar outras série originais da Netflix.

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

0 respostas

Google+ Followers